Estudo mostra perfil dos trabalhadores das micro e pequenas empresas mineiras

Levantamento do Sebrae-MG aponta faixa etária, grau de escolaridade e a remuneração dos trabalhadore

Estudo mostra perfil dos trabalhadores das micro e pequenas empresas mineiras

 

Levantamento do Sebrae-MG aponta faixa etária, grau de escolaridade e a remuneração dos trabalhadores no estado

 

As micro e pequenas empresas empregaram cerca de 1,6 milhões de pessoas em Minas Gerais, em 2010. O percentual equivale a mais da metade dos postos de trabalho no estado. É o que aponta o estudo feito pelo Sebrae-MG sobre o Perfil dos Empregados das Micro e Pequenas Empresas Mineiras.

O estudo apresenta também a faixa etária, grau de escolaridade, tempo empregado e a remuneração dos trabalhadores das regiões do Estado, nos setores de Indústria, Construção Civil, Comércio e Serviços. 

De acordo com a pesquisa, 42% dos trabalhadores do estado possuem o Ensino Médio Completo. O Norte de Minas foi a região que apresentou o maior percentual de empregados com o Ensino Médio concluído (50%), principalmente no setor de comércio, onde 59% dos empregados possuem esse grau de instrução.

Em relação à média salarial dos trabalhadores mineiros, 49% recebem entre 1 e 1,5 salários mínimos. A região Leste obteve o maior percentual de trabalhadores que recebem essa faixa salarial. Nas regiões Norte, Centro e Oeste cerca de 20% dos trabalhadores recebem entre 1,5 e 2 salários mínimos.

Os dados também apontam que a maior parte dos trabalhadores do estado são homens (59%). O Sul de Minas apresentou a menor diferença entre homens (50,4%) e mulheres (49,6%) empregados, principalmente no setor de serviços, em que mais da metade dos funcionários são do sexo feminino.

O estudo mostrou ainda que no estado a maioria dos funcionários das micro e pequenas empresas têm entre 30 a 39 anos (27,4%). Os maiores percentuais de jovens trabalhadores (de 18 a 24 anos) foram encontrados nas regiões Centro (23,2%) e Leste (23,7%).

Cerca de 18% dos trabalhadores permanecem no emprego de 1 a 2 anos. A região Norte apresentou o maior percentual de trabalhadores que permanecem no mesmo emprego neste período (19%), seguida da região Leste (18,6%).

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sebrae-MG

IRPF - Clique aqui